Confirmado: Nicolas Ghesquière está na Louis Vuitton

Depois de muito zum zum zum, os boatos foram confirmados: Nicolas Ghesquière é  o novo diretor criativo da Louis Vuitton!! A notícia foi confirmada hoje de manhã na página do Facebook da grife:

“Louis Vuitton is thrilled to welcome Nicolas Ghesquière as artistic director of its women’s collections. The first women’s collection created by Nicolas Ghesquière will be presented in Paris in March 2014″ (Louis Vuitton dá as boas vindas a Nicolas Ghesquière como diretor artístico das coleções femininas. Sua primeira coleção será apresentada em Paris, em março de 2014).

Logo no dia da saída de Marc Jacobs da Louis Vuitton, a imprensa começou a especular que seu sucessor seria Nicolas (meu íntimo! kkkkk), fazendo o mundo da moda se movimentar e editores rebolarem atrás de uma confirmação. Mas apenas hoje, a “bomba” foi confirmada. Em pronunciamento oficial, Ghesquière disse: “Estou muito honrado com a missão que me foi dada e estou orgulhoso de entrar para a história dessa maison icônica”. Segundo o WWD, o estilista irá trazer “uma visão moderna e criativa, trabalhando com os valores de sofisticação, savoir faire e qualidade extrema.”.

Certa vez Cathy Horyn (aquela critica super badalada, arqui-inimiga de Hedi Slimane.) disse: “Se Nicolas não é um dos maiores designers da atualidade, não sei quem será.”
Achei uma ótima escolha, tanto para Nicolas, que vale dizer, estava a um ano “fora” do mundo da moda e principalmente à Vuitton que acaba de adquirir um top designer que com certeza fará história à frente da label.

De todas as matérias que li a respeito, quero compartilhar um pequeno trecho do portal FFW:

“Nicolas, estilista com status cult e dono de uma grande legião de fãs e seguidores, deixou a Balenciaga há menos de um ano, em uma notícia que, na época, assustou o mundo da moda. Ghesquière retomou o status da maison espanhola e suas apresentações para a marca eram as mais aguardadas de toda uma temporada de desfiles. Sob seu comando, a grife tornou-se desejada e concorrida, mas não o suficiente para os relatórios de venda. Nicolas sempre foi o artista, o visionário, e tinha certa dificuldade em fazer o papel de “hit maker” que o mercado pedia. Ele parecia até constrangido na parceria da Balenciaga com Kristen Stewart, ídolo teen. Sua verdadeira musa era a mais discreta – e mais velha – Charlotte Gainsbourg.
Agora, muitos devem estar comemorando um possível retorno por cima de Nicolas (nós estamos!). Um profissional brilhante como ele não pode ficar de fora do mercado. Podemos pensar que, se ele foi dispensado da Balenciaga por ser muito “conceitual”, imagina o que será dele na Louis Vuitton, uma empresa muito maior e com demandas comerciais gigantes. Mas a verdade é que a roupa que Marc Jacobs vinha fazendo para a grife francesa não fazia muito sentido fora do contexto do desfile. Os shows eram espetaculares, mas as roupas não são o mais importante para a Louis Vuitton, tanto que muitas lojas da marca são focadas exclusivamente nos acessórios. Ghesquière pode trazer essa magia de volta e ainda contar com uma equipe de ponta e estrutura de primeira para supervisionar a criação das linhas de sapatos e bolsas. De fato, após uma rápida expansão global, cabe agora a ele “levantar” a reputação da marca dentro do mercado de luxo.”
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s